phone +351- 933 258 114    contact info@surfnpaddle.com

book now surf art

Entrevista com Davide Codotto

    Print Email

O atleta que ficou em 5o. lugar na primeira etapa do Eurotour 2016 treina em Cascais

Quem costuma visitar a praia da Duquesa em Cascais logo pela manhã pôde perceber um movimento um tanto incomum nas águas nos últimos meses. Davide Codotto, italiano e atleta da modalidade Race de Stand Up Paddle, passou o inverno agitando o mar da região. O treino base era composto por 10 remadas da praia até a boia na entrada da Marina. 

Após um treino puxado em um dia de sol, nós da equipe SurfnPaddle aproveitamos para pegar umas dicas com o atleta. Veja a entrevista completa.

13124881 10209260395815944 6358922142716774750 n

Como foi seu primeiro contato com o Stand Up Paddle?

Eu fui profisional do atletismo por 20 anos, depois fiquei três anos sem praticar esportes para competição, praticava windsurf, kitesurf, surf, mas por diversão. Na região onde eu moro não tem muitas ondas, Lignano Sabbiadoro, Norte da Itália, perto de Veneza, e por acaso vi um amigo com um Paddle há uns 6 anos e gostei. Comecei a remar e logo na minha primeira competição eu ganhei. Isso me deu mais vontade ainda de treinar.

O SUP é considerado um esporte novo, você fez a sua primeira competição sem nenhum treinamento específico?

Sim, mas para mim foi fácil, porque eu fazia lançamento de dardo no atletismo e o movimento que se faz para lançar é similar ao que se faz para remar, quando você arremeça o dardo é como se estivesse lançando o remo dentro da água, então me ajudou muito. Eu também fazia decathlon, então já tinha uma rotina de treino bastante rigorosa e sabia como me preparar.

Qual a sua posição no ranking hoje?

No ano passado (2015) eu fiquei em 17o. no Circuito Mundial e em 10o. no Circuito Europeu, mas foi um ano muito difícil para mim, foi um ano em que eu tive que tomar muito medicamento devido ao estresse físico e piscicológico. Foram seis meses de medicamentos que acabaram afetando o corpo e o treino.

Então você já chegou a ter melhores resultados em campeonatos?

Sim, há um ano fiquei em 5o. lugar em uma Etapa do Circuito Mundial na Tailândia e há dois anos fiquei em 4o. na Europa.

Qual a sua rotina de treino?

Agora no inverno eu estive treinando em Portugal uma série de 10 treinos por semana. São treinos variados entre race, onda, bicicleta, corrida, ginásio, cada dia fazendo dois treinos diferentes para não cansar os mesmo músculos. Faço pouca musculação, procuro fazer mais cardio e séries de workout, que ajudam mais na respiração, no sprint...

Como você cuida da alimetação?

Eu procuro me alimentar bem. Não consumo muita gordura, só consumo carne branca e produtos integrais. Bebo muita água e de vez em quando uma cerveja, procuro dormir bem, não dá muito para sair à noite.

Você costuma praticar paddle nas ondas?

Sim, mas só no inverno porque no verão fico na Itália e lá não tem onda.

meljpr

Mas você compete nesta modalidade?

Não muito porque não tem bons prêmios e viajar para competir é muito caro.

Qual o seu maior desafio hoje?

Ficar entre os três melhores da Europa e os cinco melhores do mundo.

Tem alguém que te inspire no paddle?

Eu me inspiro em diversos estilos, gosto muito de como remam os brasileiros e os havaianos, quando viajo aprendo coisas diferentes com cada estilo.

Você consegue viver só do esporte?

Mais ou mesmo. Eu comecei trabalhar aos 13 anos em uma escola de windsurf, quando fiz 20 anos passei a gerenciar a escola e faço isso todos os verões na Itália, então, com todo este trabalho, deu para economizar um pouco. Trabalho nesta escola no verão e no inverno fico vagabundo (risos).

Você não tem muito um lugar fixo para viver, mas onde você costuma chamar de casa hoje?

Agora é na Itália porque eu passo seis meses do ano lá, mas não gosto muito de falar casa porque minha casa é o oceano e se não tem onda, eu não fico bem. Estou ainda procurando um lugar para chamar de lar.

E o que precisa ter?

Mar, onda boa, boa comida, mas pra mim isso é fácil porque eu sou italiano e me viro bem na cozinha. Eu gosto muito de Huanchaco, no Perú, um lugar onde sempre tem ondas e dá para cair na água todos os dias até três vezes ao dia se tiver energia.

Falando em energia, você toma algum suplemento?

No inverno eu tento não tomar muita coisa porque depois, nos campeonatos, tem que tomar muito carboidrato, proteína, então, como eu não gosto de colocar muitos industrializados no corpo eu evito, consumo apenas em tempo de campeonato.

Porque você escolheu Portugal?

Eu cheguei aqui pelo meu amigo Leonard Nika, ele no ano passado ficou entre os cinco melhores do mundo, então vim aqui treinar com  ele. O Leo gosta muito de treinar e puxa forte no treino.

E você gosta Portugal?

Sim, eu fico mais aqui na região de Cascais. Treino muito na praia da Duquesa porque é mais quente que os outros lugares, além disso a baía é protegida e tem boas condições de remada.

Tem alguma SUP Trip que você recomenda?

Para as ondas,  o norte do Perú é muito bom. No Brasil gostei da praia da Macumba no Rio de Janeiro, a água é quente, tem muito açaí, água de coco, muito calor...pura vida!

Para águas mais calmas, eu gostei muito das Canárias.

Qual o benefício do esporte?

Eu fico muito bem com o meu corpo e quando eu fico bem com meu corpo, eu fico bem com tudo, e sempre tenho força e disposição.

Tem alguma dica para quem está começando no Paddle?

O Paddle é muito bom, dá para treinar o corpo todo e você está sempre no mar, em contato com a natureza. No início é difícil achar o equilíbrio, mas depois fica fácil. Se correr por uma hora todos os dias, você pode estourar o joelho. No entando, você pode remar por três horas por dia e você fica bem. O Paddle não é um esporte de impacto, mas para não se machucar é importante usar um bom equipamento, ter um remo leve, de qualidade, no tamanho certo para a sua altura. As pessoas se preocupam muito com a prancha e se esquecem do remo. Existem diferentes remos para as diferentes modalidades. Para a prática do race em um mar mexido, por exemplo, é importante que a pala tenha um tamanho menor para sair mais rápido da água sem prejudicar as costas. Depois disso é só remar e remar...(risos)

 

(There are no comments yet)
Leave a Comment

Comments
FaLang translation system by Faboba

About us

SurfnPaddle was founded by Nick Evans who has been teaching for over 10 years.
SNP caters to locals and tourists who are looking to experience SUP & Surfing either for the first time or for more advanced people to enjoy in a fun or relaxed way.  We look to help you make the most of your time with us.


SurfnPaddle.com

SurfnPaddle  Beachfront shop, Praia do Duquesa,
  2750-334, Cascais , Lisbon, Portugal

 

phone  +351 933 258 114

Email  info@surfnpaddle.com

Opening Hours : Mon-Sun 9am - 7pm (may vary in winter)


Please feel free to contact us!

Find us Here!

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive plugin by www.channeldigital.co.uk