Alforrecas: saiba mais sobre estes seres milenares

Print

É comum vermos alforrecas nas praias portuguesas nesta época do ano. Muita gente até tem receio de entrar no mar devido ao aspecto esquisito destes seres que parecem mais perigosos do que realmente são. 

As alforrecas existem há mais de 650 milhões de anos, antes mesmo dos dinossauros habitarem a terra. Pertencem à espécie dos zooplânctos. Não possuem ossos, cérebro ou coração, têm apenas um sistema nervoso rudimentar na base dos tentáculos que coordena os movimentos e é capaz de sentir determinadas mudanças no ambiente. Possuem pouca capacidade de locomoção e são basicamente arrastadas pelas correntes. Muitas têm orgãos bioluminescentes, ou seja, que podem emitir luz, este sistema serve para atrair presas ou afastar predadores.

 Captura de Tela 2016 09 13 s 04.29.00 PM

Outra forma de afastar predadores e atrair presas são as células urticantes presente nos tentáculos das medusas. Quando uma presa entra em contato com um tentáculo, centenas ou milhares de nematocitos são ejetados paralisando-a. Apesar das cnidas, a maioria das medusas não são perigosas ao homem.

Uma das alfurrecas mais comuns em águas portuguesas são as Matígias. As picadas desta espécie não têm efeitos visíveis nos seres humanos.

De qualquer modo, em caso de contato, é possível que a pessoa sinta uma urticária na região. A aplicação de vinagre pode ajudar. Água salgada é outra opção, caso o vinagre não esteja disponível. 

As tartarugas não são afetadas pelo veneno dos tentáculos destes animais sendo um dos seus petiscos favoritos. Por isso é que às vezes comem sacos de plástico pensando ser uma alforreca.

Os praticantes de paddle de certa forma estão bastante protegidos em cima da prancha. Eu adoro ver alforrecas durante as minhas remadas e acho lindo o balé suave dos seus tentáculos. Evite toca-las com a pagaia ou prancha, isto pode alterar a sua sensibilidade e mudar o seu curso natural. Antes de tudo, respeite a natureza!

FaLang translation system by Faboba

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive plugin by www.channeldigital.co.uk